Como evitar acidentes de trabalho com novos trabalhadores

Como evitar acidentes de trabalho com novos trabalhadores



Como evitar acidentes de trabalho com novos trabalhadores



Como evitar acidentes de trabalho com novos trabalhadores



Como evitar acidentes de trabalho com novos trabalhadores



Como evitar acidentes de trabalho com novos trabalhadores - Adolfo




Como evitar acidentes de trabalho com novos trabalhadores Laudo de Para Raios SPDA Curso de Empilhadeira Elétrica Campinas
Como evitar acidentes de trabalho com novos trabalhadores
Adolfo

Como empregador, você é responsável pela segurança ocupacional em sua empresa. E de acordo com a Lei de Segurança e Saúde Ocupacional, isso inclui instruir seus funcionários sobre o tema dos riscos e prevenção de acidentes no trabalho.

Você deve prestar atenção especial aos funcionários jovens ou novos. Porque os empregados com menos de 25 anos correm um risco particularmente elevado de acidentes , de acordo com a associação comercial dos serviços de saúde e assistência social.

Em 2017, apenas 14,2% de todos os acidentes de trabalho relatáveis afetaram jovens funcionários , mas essa faixa etária representa apenas 10,6% de todos os funcionários sujeitos ao seguro social . Se compararmos as duas estatísticas, existe um risco de acidentes de trabalho acima da média para os trabalhadores jovens.

As razões podem ser muitas: Nas primeiras semanas de trabalho, os jovens profissionais são confrontados com uma infinidade de novas impressões. A enxurrada de novas informações, o nervosismo e a necessidade de provar seu valor costumam colocar jovens profissionais sob pressão. Se o recém-chegado não for informado em tempo útil ou apenas de forma incompleta sobre os perigos que se escondem no local de trabalho, isso pode levar rapidamente a um acidente de trabalho.

Ao contrário dos antigos, os recém-chegados à empresa não têm muita experiência no local de trabalho. Em uma situação de risco em seu novo emprego, os iniciantes na carreira ficam rapidamente sobrecarregados quando se trata de reagir de maneira adequada ao perigo.

 

Principalmente durante esse período de familiarização, é importante ajudar os recém-chegados a reduzir o risco de acidentes na empresa.

Como apoiar os novos trabalhadores

Treinamento inicial antes de começar a trabalhar

Informe detalhadamente os novos funcionários sobre os perigos e como evitar acidentes no local de trabalho. Sempre incentive os recém-chegados a escrever novas informações ou perguntar se algo não está claro.

Informações gerais sobre o trabalho diário

Explique aos novos funcionários as regras de pausas, horário de trabalho e acesso. Apresente ao recém-chegado as regras interpessoais, como costumes e maneiras da sua empresa. Quanto menos preocupações desnecessárias um novo funcionário tiver com seu trabalho diário, melhor ele será capaz de se concentrar no trabalho e na segurança.

Pessoas que servem como exemplos

Muitos jovens profissionais se sentem deixados sozinhos nos primeiros dias de trabalho. Para evitar isso, você deve fornecer aos recém-chegados um funcionário experiente e responsável como mentor para acompanhá-los durante o período de conhecimento. Desta forma, você também pode ter certeza de que o recém-chegado também observe as instruções de segurança.

Conversas de feedback

Mas não apenas os jovens funcionários, como estagiários, universitários e trainners, devem ser mais alertados para os perigos do novo emprego. Funcionários de agências de emprego temporário ou empresas externas - até mesmo funcionários que mudam de emprego na mesma empresa - também entram em um ambiente de trabalho desconhecido.

Instrução eficaz de saúde e segurança ocupacional é, portanto, essencial. Mas o procedimento para ensinar com eficácia seus funcionários sobre os riscos no local de trabalho precisa ser hábil.

 

Mantenha uma segurança ocupacional eficaz

O objetivo principal do treinamento adequado é descobrir possíveis zonas de perigo em sua empresa. Faça uma avaliação completa dos riscos em sua empresa e descubra quais processos de trabalho requerem medidas de precaução especiais.

No final de uma instrução de saúde e segurança ocupacional bem-sucedida, todos os funcionários podem identificar possíveis situações perigosas no trabalho diário e aplicar as medidas de proteção necessárias de forma independente.

Para poder contribuir para a prevenção de acidentes, os novos funcionários devem, portanto, estar cientes de quaisquer fatores de risco no local de trabalho e aprender as medidas práticas de segurança.

Como medida preventiva, pode-se facilmente elaborar um programa de treinamento genércio, baseado nessas 5 etapas:

1. Identificar

Como empregador, você só pode alertar seus funcionários sobre os perigos que você mesmo conhece. Analise minuciosamente as zonas de perigo individuais da sua empresa e defina medidas de segurança específicas e adequadas.

2. Demonstrar

A instrução prática deve ocorrer no “local do evento” com os respectivos equipamentos de trabalho. Explicar todos os fatores que podem representar um risco à segurança, simular possíveis cenários de perigo e apontar medidas práticas de proteção.

3. Comunique-se

Deixe claro para os novos funcionários que os recém-chegados, em particular, costumam sofrer acidentes de trabalho. Explique quais leis de saúde e segurança ocupacional são relevantes para os funcionários e informe os recém-chegados a quem eles podem recorrer em caso de dúvidas.

4. Interaja

Envolva ativamente os participantes na forma de exercícios. Incentive seus funcionários a copiar as medidas demonstradas. Consulte o que você aprendeu por meio de pequenos testes para garantir que seus funcionários compreenderam o conteúdo do treinamento em termos de idioma e conteúdo.

5. Documento

Dê aos funcionários um folheto que resuma informações importantes da instrução. A assinatura final dos funcionários para confirmar a participação não é exigida pela Lei de Segurança e Saúde Ocupacional. No entanto, é aconselhável fornecer evidências das instruções para atividades com riscos especiais de segurança.

 

Regulamentos especiais de segurança ocupacional:

De acordo com a Lei de Segurança e Saúde Ocupacional , o treinamento em saúde e segurança ocupacional só deve ser realizado no momento da “contratação, mudança de área de responsabilidade, introdução de novos equipamentos de trabalho ou nova tecnologia”. O legislador não prescreve nenhum intervalo de tempo para repetição de instrução.

No entanto, condições mais rígidas se aplicam a jovens funcionários e estagiários: Como parte da Lei de Proteção ao Trabalho Juvenil , os funcionários menores de 18 anos devem ser instruídos sobre os perigos no local de trabalho a cada 6 meses.

Para alguns setores e atividades com um risco de segurança aumentado , regulamentos especiais também se aplicam à repetição do treinamento.

Para trabalhos com ar comprimido , a instrução de segurança do trabalho deve ser repetida a cada 6 meses após a instrução inicial. Em empresas que trabalham com radiação ou substâncias perigosas , a instrução anual repetitiva é obrigatória.

Mesmo que não haja regulamentos especiais para a repetição da instrução em sua empresa, ainda é aconselhável repetir a instrução de segurança ocupacional em intervalos regulares para todos os funcionários, a fim de manter a segurança ocupacional a longo prazo.

Uma alternativa eficaz e variada para manter seus funcionários atualizados pode ser a implementação de “ reuniões de segurança ”. Essas breves instruções ocorrem em intervalos mais curtos e são ideais para repetir tópicos familiares ou introduzir novos conceitos de segurança.

As reuniões de segurança tratam de um tema específico e atual que é determinado com antecedência e pode ser realizado em quase qualquer lugar: na sala de descanso, no estacionamento ou no local de trabalho. Este tipo de reunião caracteriza-se pelo envolvimento ativo dos colaboradores ao longo do tempo para dúvidas e discussões. Dessa forma, você mantém a segurança ocupacional sustentável em sua empresa.










Compartilhar: