Entre em contato pelo WhatsApp
Olá! Clique em uma das opções abaixo e nós retornaremos o mais rápido possível.
Espaço Confinado para Trabalhadores e Vigias

Espaço Confinado para Trabalhadores e Vigias



Espaço Confinado para Trabalhadores e Vigias



Espaço Confinado para Trabalhadores e Vigias



Espaço Confinado para Trabalhadores e Vigias



Espaço Confinado para Trabalhadores e Vigias


Espaço Confinado para Trabalhadores e Vigias Laudo de Para Raios SPDA Curso de Empilhadeira Elétrica Campinas
Espaço Confinado para Trabalhadores e Vigias
  Entre em contato via WhatsApp   Entre em contato via WhatsApp

Espaço Confinado para Trabalhadores e Vigias

Espaço confinado para trabalhadores e vigias ,o treinamento oferece reconhecimento, avaliação e controle de riscos para que ele seja capaz de identificar espaços confinados, reconhecer, avaliar, monitorar e controlar riscos, de forma a garantir permanentemente a segurança e saúde das pessoas que trabalha em espaço confinado.

Noções de resgate em espaço confinado
Atendimento básico à vítima
Exercícios práticos
Definição dos espaços confinados
Identificação dos espaços confinados
Funcionamento dos equipamentos
Procedimento e utilização da permissão de entrada e trabalho
Estudos dos casos reais
Riscos e medidas de controle – critérios de indicação e uso de equipamentos
Práticas seguras em espaços confinados ações para Entrada
Permissões de entrada                                                                                             Reconhecimento, avaliação e controle de riscos
Funcionamento dos equipamentos
Procedimento eu da permissão de entrada e trabalho
Deveres e responsabilidades
Área classificada
Equipamentos de proteção respiratória
Programa de proteção respiratória
Nós e ancoragens
Mosquetões e fitas de ancoragem
EPI’s – Sistemas de travamento de quedas – Acessos difíceis
Instalação de proteções coletivas
Isolamento físico e sinalização
Emergências e noções básicas de primeiros socorros (RCP, Abordagem de vítimas).

A entrada em um espaço confinado para trabalhadores e vigias com permissão exige um esforço de equipe e é importante que os membros da equipe de entrada tenham o conhecimento, habilidades e experiência para entrar e trabalhar com segurança no espaço confinado. A equipe de entrada é composta por:

  • o (s) participante (s) - a (s) pessoa (s) que irão entrar e realizar o trabalho no espaço confinado;
  • o atendente - a pessoa que permanece na entrada do espaço confinado e monitora o status do entrante;
  • o supervisor de entrada - responsável pela licença e todas as atividades em espaço confinado, e
  • pessoal de resgate designado - se designado pelo empregador, eles estão de plantão e prontos para realizar as atividades de resgate.

É responsabilidade do empregador:

  • identificar e atribuir membros da equipe de entrada;
  • certificar-se de que o treinamento prático dos membros da equipe de entrada seja concluído antes da primeira entrada;
  • certificar-se de que avaliações médicas, testes de ajuste e treinamento de respirador sejam realizados; e
  • garantir que as equipes de entrada e resgate tenham equipamentos de proteção individual e resgate adequados.

Nenhum trabalhador deve entrar em um espaço confinado sem a equipe de suporte adequada no local.  Existem 3 membros principais para uma equipe de espaço confinado.

  • 1. Participante
  •  2. Atendente
  • 3. Supervisor

Responsabilidades do Entrante em Espaço Confinado

O primeiro, e aquele de maior risco, é o participante . Antes de entrar, o participante precisa ter autorização direta do empregador para entrar no espaço. Todo funcionário que entrar em um espaço confinado deve:

  • Conhecer os perigos associados à entrada em espaço confinado;
  • Saber usar todos os equipamentos necessários;
  • Conhecer os procedimentos de comunicação com o atendente;
  • Saber como alertar o atendente sobre condições perigosas ou proibidas;
  • Saber como sair do espaço se necessário (ou seja, auto-resgate);

Responsabilidades dos Atendentes em Espaço Confinado

A segunda parte da equipe do espaço confinado é o atendente . Deve haver pelo menos um atendente em cada equipe. O atendente, sem dúvida, tem a maior quantidade de responsabilidade na equipe de espaço confinado, pois eles têm o maior número de funções. Essas funções são:

  • Conhecer os perigos. No caso do atendente, isso muitas vezes pode incluir o uso de equipamento de monitoramento do ar para manter uma vigilância atenta sobre as condições atmosféricas dentro do espaço confinado e comunicar quaisquer mudanças observadas.
  • Conhecer os efeitos comportamentais dos perigos.
  • Ser capaz de identificar os participantes autorizados.
  • Ficar do lado de fora até ser dispensado.
  • Comunicar-se com os participantes durante todo o período de trabalho.
  • Monitorar e evacuar os participantes, se necessário.
  • Chamar o resgate, se necessário.
  • Avisar pessoas não autorizadas.
  • Realizar o monitoramento de ar

Muitas vezes, acredita-se que a única função do atendente é ficar do lado de fora do espaço de entrada e prestar assistência ao participante apenas se ele ou ela tiver problemas ou precisar de assistência. Mas, como você pode ver na lista acima, o atendente deve ser muito mais pró-ativo do que isso.

Deveres do Supervisor de Espaço Confinado

A terceira e última parte necessária em uma equipe é o supervisor de entrada. Na maioria dos casos, o supervisor de entrada é o empregador ou representa diretamente o empregador. É uma boa ideia que essa pessoa seja treinada e esteja pronta para atuar como participante ou atendente, se necessário.

O supervisor de entrada é responsável por determinar se existem condições de entrada aceitáveis, autorizar a entrada, supervisionar as operações de entrada, encerrar a entrada e cancelar a autorização de entrada. De acordo com as normas de trabalho, o supervisor de entrada deve:

  • Conhecer os perigos.
  • Verificar as condições de entrada segura.
  • Encerrar a entrada e cancelar a licença.
  • Verificar a disponibilidade e eficácia dos serviços de resgate.
  • Remover pessoas não autorizadas.
  • Certificar-se de que as condições de entrada aceitáveis ​​sejam mantidas.

Como os espaços confinados são inerentemente perigosos, especialmente os espaços confinados que exigem autorização e que precisam de uma equipe como esta, é muito importante que cada membro entenda e tenha o treinamento adequado para desempenhar cada uma de suas respectivas funções.

Esse processo e essas responsabilidades individuais foram desenvolvidos ao longo do tempo como a maneira mais segura de reduzir e responder aos perigos que podem se apresentar rapidamente nesses ambientes perigosos.

É imperativo que os membros da equipe sejam devidamente treinados sobre os perigos potenciais que existem em espaços confinados e como responder e se proteger para garantir um alto grau de segurança.

No mínimo, isso deve incluir treinamento de nível de conscientização e certificação para espaços confinados , mas com espaços exigidos por autorização que têm uma maior probabilidade de apresentar riscos aos trabalhadores, um nível de treinamento avançado é recomendado.

Cada vez que seus trabalhadores entram em um espaço confinado com autorização obrigatória, eles estão confiando que sua empresa e seus gerentes e supervisores de campo tomaram as medidas necessárias para mantê-los protegidos de serem presos, asfixiados por paredes convergentes ou um piso inclinado que diminui para uma seção transversal menor, engolfado por um líquido ou sólido fluido, ou prejudicado por uma atmosfera perigosa.

Mas, com muita frequência, as empresas não têm certeza de quem é o responsável por vários aspectos da segurança em espaços confinados no local de trabalho. É importante sempre identificar as quatro funções principais e as responsabilidades que cada pessoa deve assumir em relação ao trabalho em um espaço confinado. Para evitar lesões e fatalidades, os trabalhadores e supervisores devem ser treinados nas responsabilidades de cada função e levá-las a sério.

Supervisor de entrada

O supervisor de entrada é o porteiro,a pessoa que deve determinar se o espaço é seguro e aceitável para entrar e garantir que essas condições de entrada aceitáveis ​​sejam mantidas. Eles devem manter as pessoas não autorizadas longe do espaço ou fazê-las sair imediatamente, caso tenham entrado. 

Um supervisor de entrada deve estar informado sobre os perigos que os trabalhadores podem enfrentar ao entrar em um espaço confinado, incluindo aqueles descritos acima e outros riscos físicos, como equipamentos desprotegidos e fios elétricos expostos. Além disso, eles devem conhecer os sintomas físicos e os comportamentos que indicam que um trabalhador foi exposto a um perigo.

O supervisor de entrada deve endossar a licença para o espaço confinado antes que alguém possa entrar nele. Isso significa que eles têm que confirmar que todos os testes exigidos pela licença foram realizados. Se as condições se tornarem inseguras, o supervisor de entrada deve encerrar a entrada e cancelar a licença.

Outra tarefa importante é garantir que o serviço de resgate designado esteja disponível para ajudar se ocorrer um problema enquanto as pessoas estiverem trabalhando em um espaço confiado. Eles também devem verificar se o método de contato com o serviço de resgate está operacional.

Atendente

O atendente fica estacionado fora do espaço confinado enquanto os trabalhadores estão dentro. Seu trabalho é garantir que os funcionários possam entrar e trabalhar com segurança no espaço. Eles devem permanecer em seus postos, a menos que outro atendente devidamente treinado os substitua.

Como o supervisor de entrada, o atendente deve estar familiarizado com quaisquer perigos potenciais ou existentes no espaço confiado e sintomas que possam indicar que os trabalhadores foram expostos a um perigo. Eles têm que mover todas as pessoas não autorizadas para fora ou para longe do espaço confinado.

Os atendentes trabalham mais de perto com as pessoas dentro do espaço confinado. Eles devem controlar o número de trabalhadores no espaço e manter a comunicação com eles. Eles são responsáveis ​​por ordenar que os trabalhadores saiam do espaço se virem que existe uma condição proibida; se um trabalhador apresenta sintomas que indicam exposição a um perigo; se houver uma emergência fora do espaço confinado; ou se eles próprios não puderem cumprir suas funções exigidas.

Em caso de emergência em um espaço confinado, o atendente é responsável por contatar o serviço de resgate. Se os procedimentos de resgate do empregador exigirem, o atendente também pode tentar resgatar os trabalhadores, sem entrar no espaço, usando um sistema de recuperação.

A mesma pessoa pode atuar como supervisor de entrada e atendente, mas apenas se essa pessoa for treinada e equipada para as duas funções e se suas funções como supervisor de entrada não interferirem em suas obrigações como atendente.

Equipe de resgate de emergência

As empresas que têm pessoas trabalhando em um espaço confinado devem ter uma equipe de resgate ou serviço de emergência que possa chegar a qualquer momento, e eles devem informá-los de quaisquer perigos que existam no espaço. Não pode ser apenas qualquer equipe ou serviço; os respondentes devem compreender os perigos envolvidos em um espaço confinado e ser capazes de alcançar os trabalhadores presos em tempo hábil.

O empregador que contratou as pessoas para trabalhar no espaço confinado deve verificar se o serviço de resgate possui os equipamentos de proteção individual e resgate necessários, incluindo respiradores, e se foi treinado para usá-los.

Todos os socorristas devem ter treinamento em primeiros socorros e RCP, e pelo menos um membro da equipe de resgate deve ter certificação em ambos. Os salvadores devem participar pelo menos uma vez por ano na prática de exercícios de resgate.

Manter os trabalhadores em segurança em espaços confinados que exigem autorização é um esforço de equipe e é crucial que cada jogador conheça sua função. O participante arca com o peso do risco e deve saber como se comportar no espaço, mas o atendente deve manter um olhar atento de fora, e o supervisor de entrada deve se certificar de que o espaço é seguro para entrar em primeiro lugar. Para cada função, o treinamento é fundamental.




Mais Informações