Entre em contato pelo WhatsApp
Olá! Clique em uma das opções abaixo e nós retornaremos o mais rápido possível.
Fadiga - um risco subestimado para a segurança, saúde e economia

Fadiga - um risco subestimado para a segurança, saúde e economia



Fadiga - um risco subestimado para a segurança, saúde e economia



Fadiga - um risco subestimado para a segurança, saúde e economia



Fadiga - um risco subestimado para a segurança, saúde e economia



Fadiga - um risco subestimado para a segurança, saúde e economia




Fadiga - um risco subestimado para a segurança, saúde e economia Laudo de Para Raios SPDA Curso de Empilhadeira Elétrica Campinas
Fadiga - um risco subestimado para a segurança, saúde e economia

Uma boa noite de sono é essencial. Em nossa sociedade agitada, de alto desempenho e 24 horas por dia, no entanto, muitas vezes ela sofre ou é negligenciada. Com consequências: um em cada três adultos tem problemas de sono.

O fato é: funcionários com déficit de sono sofrem mais acidentes, adoecem mais e fazem menos. Os funcionários que trabalham em turnos noturnos são particularmente estressados.

Quem trabalha muito e dorme pouco é considerado herói. Você já pôde ter ouvido pessoas se gabarem de que três a cinco horas de sono seriam suficientes para eles. A pesquisa do sono provou que isso não é suficiente a longo prazo. Aqueles que estão cansados ​​colocam em risco sua segurança e saúde e contribuem para a perda econômica de produtividade. As empresas devem, portanto, ter muito interesse em funcionários bem descansados.

 

Fadiga é tão perigosa quanto álcool

No que diz respeito à segurança, um estudo de Suva (Uehli, 2015) fornece resultados dramáticos: Pessoas com sono de má qualidade ou pouco sono têm quase o dobro de probabilidade de ter acidentes de trabalho e lazer. Problemas de sono estão envolvidos em cinco de cada dez acidentes de trabalho.

Os custos anuais incorridos são milhares de reais para as seguradoras e empresas. Isso ainda não inclui acidentes de trânsito. Se você dirige quando está cansado demais, está exposto a um risco de acidente 7 a 8 vezes maior. A falta de sono afeta nossa percepção, avaliação de risco, tempo de reação, habilidades motoras e nosso comportamento de risco, assim como o álcool.

 

 

Problemas crônicos de sono reduzem a expectativa de vida

Se uma pessoa se priva do sono, o motivo do cansaço é óbvio. No entanto, muitas pessoas com problemas de sono não sabem por que seu sono é perturbado, o que, além da causa real, também pode desencadear o estresse.

As causas mentais lideram de longe a "lista dos afazeres" e interrompem o sono: pressão de tempo e desempenho, disponibilidade constante, diluição do tempo de trabalho e lazer, conflitos, superestimulação e dependência das mídias digitais, para citar apenas alguns fatores disruptivos.

Cerca de 20 por cento dos problemas de sono requerem um exame médico e, se necessário, terapia (por exemplo, apneia do sono = insuficiência respiratória). A lista de possíveis consequências para a saúde dos problemas de sono é longa: sistema imunológico enfraquecido, doenças de natureza física e psicológica, como doenças cardiovasculares ou depressão e obesidade.

 

Faça algo bom para você - treine sua autogestão do sono

Às vezes, a fadiga também pode ser reduzida por meio do autogerenciamento bem-sucedido. Pratique, indepedente do dia, algumas técnicas como respiração, para melhorar sua noite de sono.

 

Desafio particular em turnos e trabalho noturno

No Brasil, cerca de 20% da força de trabalho trabalha em turnos, a maioria deles também à noite. O ritmo vigília-sono biologicamente controlado se confunde, especialmente com a mudança de turnos. Os afetados têm que trabalhar e descansar continuamente em momentos diferentes. No longo prazo, isso representa grandes desafios para muitos trabalhadores noturnos e em turnos.

 Você vive em uma espécie de jet lag permanente. Portanto, não é surpreendente que muitos trabalhadores noturnos e de turno tenham dificuldade em adormecer e permanecer dormindo com mais frequência do que os trabalhadores diurnos, estejam exaustos e excessivamente cansados ​​- mesmo nos dias de folga. Esse fato tem um efeito negativo adicional na curva de desempenho mental e físico. Erros, (quase) acidentes e lesões acontecem com mais frequência.

O quão bem alguém pode suportar os turnos cedo, tarde ou noite também depende em grande parte da gravidade do cronótipo. Isso é programado no genoma. Cotovias (tipo de manhã) levantam-se muito cedo e vão para a cama cedo. No caso da coruja (tipo vespertina) ocorre exatamente o contrário: dormem tarde e também acordam tarde.

O ideal é que os funcionários sejam questionados sobre seu cronótipo durante o processo de recrutamento e, por isso, sejam permanentemente divididos em turnos que correspondam à sua predisposição biológica. Infelizmente, na maioria das empresas, muito pouca atenção é dada ao cronótipo - com consequências fatais para a empresa e os funcionários envolvidos: mais faltas por doença e acidente, menos produtividade, alta taxa de erro, etc.

 

Uma vantagem competitiva para funcionários bem descansados

Todos os empregadores desejam funcionários preocupados com a segurança, saudáveis ​​e produtivos. Isso às vezes requer funcionários bem descansados. Portanto, é aconselhável investir em sua saúde, conscientizá-los sobre questões relacionadas ao sono e garantir condições de trabalho que não levem a noites sem dormir.

Numerosas grandes empresas, como Google, mas também cada vez mais menores empresas, reconheceram a importância da recuperação de funcionários. Por exemplo, eles fornecem salas de relaxamento, encorajam explicitamente cochilos revigorantes (cochilos curtos) ou educam seus funcionários sobre problemas de sono. Claro que a implementação é então responsabilidade de cada indivíduo.

 

Sono suficiente e saudável é importante não apenas do ponto de vista da segurança ocupacional e proteção da saúde, mas também do ponto de vista econômico. Espera-se que no futuro as empresas dêem mais atenção ao sono e invistam na vantagem competitiva dos “colaboradores descansados”.

 

Dicas para uma boa noite de sono

Durante o dia

  • Ritmo diário regular: as refeições e a hora de dormir devem ser tão regulares quanto possível e sempre à mesma hora.
  • Exercício: ser fisicamente ativo durante o dia e encontrar o equilíbrio certo entre descanso e atividade.
  • Luz do dia: fique ao ar livre por pelo menos 30 minutos por dia.

À tarde

  • Beba pouco ou nenhum álcool: muito piora a qualidade do sono.
  • Sem cafeína ou nicotina : Se você é sensível à cafeína, beba chá de ervas ou um copo de leite morno como ritual para dormir.
  • Refeições : evite alimentos frios e gordurosos.
  • Relaxe e desligue: descanse antes de ir para a cama. Os rituais de relaxamento também encorajam o adormecimento.

À noite

  • Ambiente agradável para dormir: um quarto silencioso, escuro e bastante fresco promove a qualidade do sono.
  • Sem eletrônicos: desligue o computador, a televisão, o celular e o tablet uma hora antes de dormir.
  • Ritual: Determine a hora de adormecer e acordar individualmente e manter o mesmo ritual se possível (máx. 30 minutos de desvio).
  • Impedir pensamentos : Não fique meditando nem queira resolver problemas, pense melhor nas lembranças agradáveis.









Compartilhar: