Entre em contato pelo WhatsApp
Olá! Clique em uma das opções abaixo e nós retornaremos o mais rápido possível.
Laudos de Para Raios

Laudos de Para Raios



Laudos de Para Raios



Laudos de Para Raios



Laudos de Para Raios



Laudos de Para Raios

Laudos de Para Raios


Laudos de Para Raios Laudo de Para Raios SPDA Curso de Empilhadeira Elétrica Campinas
Laudos de Para Raios
  Entre em contato via WhatsApp   Entre em contato via WhatsApp

Atendendo as normas técnicas de para raios vigentes e as legislações federais, estaduais e municipais da sua cidade, sobre a instalação de pára-raios e aterramentos elétricos, pois caso haja alguma fatalidade os para raios instalados por nossa empresa estarão cumprindo das normas estabelecidas pela ABNT e NBR garantindo que legalmente, o fato seja caracterizado como acidente, caso fortuito ou força maior, evitando indenizações, processos judiciais, falta de cobertura pelas seguradoras.

A  inspeção o laudo do sistema de proteção contra descargas atmosféricas (SPDA) é o documento técnico que possui a finalidade de descrever a situação atual do sistema em relação as exigências da Norma Técnica Brasileira ABNT NBR e a NR-10.

A NR10 estabelece as empresas se municiarem de documento técnico que ateste a conformidade das suas instalações elétricas e do SPDA com as normas de segurança.

As inspeções e ensaios para emissão deste laudo devem ser executados segundo os objetivos, métodos e periodicidade prescritos na norma da ABNT para a proteção das estruturas contra descargas atmosféricas.

 

Laudos de Para Raios

 

O laudo de para raio é um documento essencial de segurança. Um laudo de para raios é um documento técnico, que deve demonstrar de forma clara as condições atuais do Sistema do Sistema de Proteção contra Descargas Atmosféricas (Para-raios) e aterramento elétrico de um endereço em particular, podendo esse ser comercial ou residencial.

 

Para a emissão de forma correta do laudo de para raio, é necessário que todos os pontos levantados estejam conforme o indicado pelas normas NBR 5419 e NR 10. O Ministério do Trabalho, através da norma NR 10, define a necessidade em todos os casos de diversos tipos de construção, de possuírem o documento laudo de para raio válido, o que garante assim a sua conformidade, estando essas dentro das normas de segurança.

Por ser um pais com uma grande incidência de raios, o estabelecimento da obrigatoriedade de um laudo de para raios produziu um item muito importante de segurança, em diversos tipos de construção.

Um laudo de para raios é importante para garantir a segurança não só da construção analisada, mas também das diversas construções que podem fazer divisa. Por isso se faz necessária a correta instalação de um Sistema de Proteção Contra Descargas Atmosféricas, que assegura um ambiente saudável a todos as pessoas que se encontram no local.

Nas inspeções é também avaliado as MPS (Medidas de Proteção contra Surtos), como por exemplo os DPS (Dispositivo de Proteção Anti Surto) da empresa. Essas outras avaliações asseguram um ambiente saudável a todos os ocupantes do espaço.

O laudo, além de contar com a análise do profissional, são partes integrantes do processo a ART – Anotação de Responsabilidade Técnica, expedida junto ao CREA (Conselho Regional de Engenharia e Agronomia) e também o Certificado de Calibração dos Equipamentos de Medição utilizados, para assim assegurar que todo o procedimento foi realizado de maneira correta.

O objetivo do laudo de SPDA é verificar a conformidade do espaço, se está totalmente de acordo com o exposto na norma técnica brasileira ABNT NBR-5419 – Proteção de Estruturas Contra Descargas Atmosféricas  e a NR-10 Norma Regulamentadora do Ministério do Trabalho e Emprego – MTE no item 10.2.4 alignea “b”.

Para que o laudo tenha validade, também é importante verificar a validade do mesmo. De uma maneira geral, cada laudo tem uma validade de 1 a 3 anos, variando conforme a região que a edificação se localiza (litorânea e comum) e se possui área classificada ou não. Após esse período, é importante que os responsáveis peçam uma revalidação do alvará.

Para a emissão, também deve-se ser levado em conta o responsável da emissão do laudo de para raios. Segundo as normas brasileiras, descrita no item 10.2.7 da NR10, todo documento pertencente ao PIE(Prontuário das Instalações Elétricas) NR10, que é o caso do laudo de para raios, deve ser emitido somente por um profissional legalmente habilitado, ou seja, Engenheiro Eletricista.

Segundo as normas brasileiras, e obrigatória a instalação de para-raios conforme as normas da ABNT,  em diversos tipos de construção. Entre esses, podemos destacar :

·    Escritórios e Prédios com apartamentos com 4 ou mais andares ou locais com mais de 8 metros de altura;

·    Hotéis e motéis com mais de 20 quartos para hóspedes, com 4 ou mais pavimentos e piso a mais de 8,00 metros de altura;

·    Todos os estabelecimentos de ensino;

·    Locais com lotação entre 100 e 300 pessoas;

·    Edifícios que se elevem a mais de 10m acima das construções vizinhas num raio de 80 metros;

E ainda, pode ser exigido por parte dos órgãos responsáveis do município, que outros tipos de construção, não citados nas normas, tenham que apresentar o laudo de para raios para terem seus funcionamentos legalizados perante esses órgãos. Todas essas medidas visam garantir a segurança de todos.

Quando um raio atinge um empreendimento que possuí um mecanismo de para-raios, a descarga elétrica percorre o caminho planejando pelos para-raios, atinge o sistema de cabos e segue até atingir o solo, onde se perde. Sem a proteção, ou com projeto inadequado, o raio pode danificar a estrutura do edifício e percorrer as instalações elétricas, a além de causar possíveis choques nos ocupantes, podem começar um incêndio.

A falha do SPDA também põe em risco os colaboradores que estiverem circulando pelas dependências do empreendimento no momento da queda do raio. Por isso, é essencial que todos os responsáveis pela saúde do prédio se certifiquem que todo o sistema de para raios esteja com a manutenção em dia.

 




Mais Informações